Você confia em si mesmo?

autoconfiança

Confiar em si mesmo é sem dúvida a chave para o sucesso. Quando você acredita em si e no seu potencial, a auto-estima aumenta e você sente-se capaz de realizar qualquer atividade. No livro A lei de sucesso, baseado em A lei do triunfo de Napoleon Hill, o jornalista Jacob Pétry comenta práticas para o sucesso, entre as lições presentes, separei para esse post a lição #3, sobre auto-sugestão, para que você saiba dominar o medo, a insegurança e adquirir a confiança em si.

“Pouco adianta definir um propósito para sua vida. Uma vez que suas atitudes dependem de outra pessoa, você nunca conseguirá realizá-lo por vontade própria.”

Separei três tópicos que Jacob Pétry comenta no livro A lei de sucesso sobre confiar em si mesmo:

1- Você é capaz de alcançar qualquer objetivo que esteja de acordo com a razão e a lógica natural das coisas desde que acredite que é capaz

O nível de sucesso que você tem na vida depende exclusivamente de você, de suas atitudes, foco e determinação. Claro que você pode contar com a ajuda de outras pessoas, mas a sua autoconfiança é necessária para conseguir o que quer e construir as condições que façam florescer essa autoconfiança é responsabilidade sua.

Um exemplo de autoconfiança é Henry Ford, que acumulou muita riqueza mesmo tendo um nível escolar baixo e nenhum capital para investir e alguns anos mais tarde centenas de profissionais com inteligência, conhecimento e educação superiores aos deles, estavam trabalham para Ford.

Isso tudo ocorreu, pois Ford tinha confiança nos seus pontos fortes, ele acreditou no seu potencial, transformando-o em um propósito definido e criou um plano para realizá-lo.

Cada um de nós tem um potencial, um ponto forte, um talento que deve ser motivado, praticado para alcançar a excelência. Lembre-se, o sucesso profissional ou pessoal depende da sua autoconfiança.

2- Qualquer pessoa pode começar, mas apenas os que acreditam em si terminarão

Para alcançar tudo que deseja na vida, é preciso assumir 100% de responsabilidade sobre sua vida. Nós esquecemos muitas vezes que somos os únicos responsáveis por nossa vida e geralmente sempre culpamos outras pessoas ou uma circunstância qualquer por nossos obstáculos, problemas e reveses. Essa atitude pode até aliviar nossa consciência por um tempo, mas no deixa presos a esses problemas, impedindo nosso crescimento.

Quando negamos nossa responsabilidade ao culpar outra pessoa, Deus, o destino, a sorte ou uma circunstância por algum problema, está nos colocando no papel de vítima. Ao assumir o papel de vitima, renunciamos ao controle de nossa vida e é nesse momento que a confiança dá lugar à depreciação, reclamação, discussão, comparação e crítica.

Se você acredita que não possui controle sobre o que acontece com você, ele consequentemente estará nas mãos de outra pessoa ou entidade e se suas atitudes dependem de outra pessoa, você nunca conseguirá realizar o seu propósito por vontade própria.

Não tenha medo em reconhecer seus erros e ao se deparar com um problema, reflita e o enfrente. Não tenha medo e não perca a sua autoconfiança.

3-  Não existe outra causa para o fracasso humano senão a falta de fé do ser humano em si.

Autoconfiança não é um mero pensamento positivo ou ter uma atitude positiva em relação à vida. Usar roupa branca, comer lentinhas ou acreditar que o pedido na virada do ano vai mudar sua vida até pode ter seu valor, mas não é autoconfiança.

Confiar em si é um sentimento profundo, que surge da maneira como vemos as coisas à nossa volta, não no sentido literal, mas em termos de percepção, compreensão e interpretação do que vemos.

A autoconfiança é ter uma convicção segura de que podemos agir sobre as circunstâncias e torná-las nossas aliadas e ter a convicção que a escolha final é sempre nossa e que podemos fazê-la de maneira que sempre nos beneficie.

As nossas convicções são inseparáveis de nossos resultados. Elas definem a forma de como nos relacionamos conosco, com os outros e as circunstancias. O que vemos sempre está muito mais interligado com nossas convicções do que com a própria realidade.

O processo de mudança deve começar dentro de nós. Nossa forma de pensar, que cria nossas atitudes, que por sua vez criam nossos resultados, tudo isso não passa de consequência de nossas convicções.

“Você acredita em seu propósito? Convença-se de que é capaz e a opinião de ninguém mais importará.”

Deixe seu comentário.

Leave A Response

* Denotes Required Field